É fogo! Em menos de dois meses Itapetim registra 04 incêndios na zona rural; último incidente foi nesta segunda-feira (04), no Sítio Gunça

0
22
Incêndio desta segunda-feira (04)

O município de Itapetim, no Pajeú pernambucano vem sofrendo com altas temperaturas por causa do período de estiagem, o que é comum nos municípios do sertão nordestino nesta época do ano. Com a falta de chuva a vegetação está seca, a baixa umidade do ar e temperaturas elevadas aumentam os riscos de incêndios nas áreas rurais, que podem ser acidentais ou criminosos.

Em menos de dois meses, Itapetim registrou quatro grandes incidentes com fogo na zona rural do município. O primeiro aconteceu no dia 31 de outubro no Sítio Juá, onde as chamas destruíram vários hectares da vegetação da Caatinga. Além disso, o fogo destruiu cercas de arames e queimou pasto dos animais, causado prejuízos para os agricultores. O incêndio ainda atingiu outras localidades próximas e só foi controlado com a ajuda do Corpo de Bombeiros de Afogados da Ingazeira, bombeiros civis de Itapetim e Brejinho, membros da Coordenadoria Municipal de Defesa Civil (COMDEC) e voluntários. Segundo informações de populares, o incêndio foi acidental.

No dia 07 de novembro, o fogo atingiu uma área florestal no Sítio Serrinha, próximo a PE-263, queimando grande parte da vegetação. Bombeiros Civis, COMDEC e voluntários conseguiram apagar os focos.

Já em 26 de novembro, outro incêndio foi registrado numa propriedade no Sítio Maniçobas. Graças ao trabalho da Coordenadoria de Defesa Civil e dos Bombeiros Civis, o fogo foi controlado.

O último incidente aconteceu nesta segunda-feira (04), nos sítios Gunça e Enjeitado. Mais uma vez, o Corpo de Bombeiros de Afogados da Ingazeira foi chamado para ajudar no combate ao fogo, juntamente com bombeiros civis, COMDEC e voluntários. Apesar da intensidade do incêndio, as chamas foram controladas.

Nos três últimos casos, não foi comprovado se os atos foram acidentais ou criminosos.

O coordenador da COMDEC e Diretor de Agricultura do município, Alexandre Ramos, alerta a população para evitar esse tipo de dano à natureza e ao meio ambiente. “Além de causar prejuízos aos agricultores, as queimadas maltratam o bioma e são consideradas crimes ambientais”, disse.

Imagens do combate ao incêndio nos sítios Gunça e Enjeitado nesta Segunda-feira (04)

Por Repórter do Sertão

Fotos: Cortesia

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here