Esse é do Ventre da poesia: veja o lindo poema de Lenelson Piancó

0
68
Foto: Rede Social

QUANDO A CHUVA PASSAVA APARECIA
MUITA ÁGUA DESCENDO O TABULEIRO
E UM AÇUDE NA CURVA DO TERREIRO
COM UMA QUENGA DE COCO EU CONSTRUÍA
COMO EU NUNCA ENTENDI DE ENGENHARIA 
MEU DIPLOMA FOI SÓ DE AGRICULTOR
O AÇUDE NÃO TINHA SANGRADOR
TODA VEZ QUE ENCHIA, ELE ARROMBAVA
NO PASSADO ERA ASSIM QUE SE CRIAVA
UM MENINO FELIZ E SONHADOR!

(Poeta Lenelson Piancó)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here