Pernambuco investiga casos de doença que causa manchas vermelhas na pele

0
34
Foto: Divulgação

Por Clarissa Góes, TV Globo

A Secretaria Estadual de Saúde (SES) investiga casos de uma doença que provoca manchas vermelhas na pele e tem afetado, majoritariamente, crianças. Entre os sintomas da doença, que ainda não foi identificada pelas autoridades médicas, estão febre e cansaço.

Ainda não se sabe o que tem causado essa doença, cujos casos começaram a ser registrados em 2 de novembro, em unidades públicas e particulares de saúde. A SES não descarta a possibilidade de se tratar de zika, mas o tipo das manchas difere do das provocadas pela doença transmitida pelo mosquito Aedes aegypti.

Apesar de a SES não ter números oficiais dos casos da doença, foram estabelecidas 12 unidades sentinelas, especializadas para atender os pacientes com esses sintomas, de acordo com o diretor-geral de Controle de Doenças Transmissíveis do estado, George Dimech.

“As crianças devem ser levadas ao médico se o quadro clínico delas exigir. Não é porque tem as manchas vermelhas que se deve ir ao médico, mas se aquela criança apresenta algo mais sério, se a mãe nota que ela pode estar piorando. Não é a mancha que define a ida ao médico, mas a gravidade da criança. E o médico vai avaliar se ela pode ser tratada em casa”, afirmou.

Apesar da indefinição sobre a doença, a Secretaria Estadual de Saúde informou que a população não precisa se preocupar, já que os quadros evoluem normalmente para a cura.

“Quase todos os casos que temos recebido evoluem sem gravidade, com uma febre baixa e predominando as manchas vermelhas. Em alguns casos, também há registro de coceira, mas todos têm evoluído para a cura”, disse George Dimech.

De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, exames são realizados, incluindo de fezes, de sangue e amostras de secreção nasal, para se chegar à causa do quadro clínico.

“Apenas pelo que parece, pode ser várias coisas. Temos como suspeita viroses, parvovírus, enterovírus. Para alguns casos, também pode ser zika, mas a forma como as manchas vermelhas se apresentam é diferente. Nada está confirmado nem descartado. O laboratório é quem vai avaliar isso”, disse George Dimech.

Ainda segundo George Dimech, o fato da maioria dos casos terem sido registrados em crianças se deve ao cuidado que os pais costumam ter com os pequenos. “Os pediatras são mais sensíveis a notificar os casos e as mães são mais sensíveis em levar as crianças para o médico. O adulto, quando apresenta o quadro, ele geralmente nem procura o serviço médico”, disse.

Apesar da indefinição sobre a doença, a Secretaria de Saúde informa que a população não precisa se preocupar, já que os quadros evoluem normalmente para a cura.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here