Exército da Venezuela entra em confronto com manifestantes na fronteira com o Brasil

0
33
Venezuelanos protestam na fronteira com o Brasil em Pacaraima (RR), neste domingo (24). — Foto: Alan Chaves/G1

Do G1

O exército venezuelano e manifestantes voltaram a entrar em confronto na fronteira entre o Brasil e a Venezuela, em Pacaraima (RR), na tarde deste domingo (24). Os manifestantes jogaram pedras contra a Guarda Nacional Bolivariana, que respondeu com bombas de gás lacrimogêneo. Pelo menos três delas atingiram o território brasileiro.

O primeiro confronto ocorreu na tarde deste sábado (23), quando uma base do exército da Venezuela foi atacada por venezuelanos na fronteira com o Brasil.

Neste domingo, militares brasileiros no local, ainda dentro do território brasileiro, orientaram os venezuelanos a sair da área de confronto. Por volta das 14h50, dois veículos da Força Nacional e homens da Polícia Rodoviária Federal chegaram à fronteira. É a primeira vez que a Força Nacional é acionada desde o fechamento da fronteira.

Pouco depois, os militares brasileiros fizeram uma espécie de barreira de contenção a cerca de 50 metros da fronteira com a Venezuela. O objetivo é impedir o avanço dos manifestantes venezuelanos em direção à Guarda Nacional Bolivariana e a continuidade dos conflitos. Depois do estabelecimento desta contenção, os blindados venezuelanos recuaram.

Segundo o coronel do Exército brasileiro José Jacaúna, a contenção deve permanecer no local até que a tensão acabe. Ele reforçou que essa barreira não significa que a fronteira foi fechada.

Antes do conflito deste domingo, a Guarda Nacional Bolivariana foi reforçada com duas linhas de defesa e veículos blindados.

Pouco antes do embate, os venezuelanos tentaram atear fogo em pneus e gritaram palavras de ordem contra o governo Maduro. “Não disparem contra o povo venezuelano que quer a libertação de seu país!” gritou uma manifestante. A Guarda Nacional se aproximou do território brasileiro, e o confronto começou posteriormente.

Durante os protestos dos venezuelanos, uma ambulância com três feridos por arma de fogo vinda da Venezuela entrou em território brasileiro. As pessoas transportadas não tinham relação com o confronto que ocorreu pouco depois entre o exército da Venezuela e os manifestantes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here