Julho Verde: HCP lança campanha de alerta sobre câncer de cabeça e pescoço

0
47
Lançamento da campanha Julho Verde no HCP. Foto: Divulgação

Por: Portal Folha PE

O Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP) escolheu o mês de julho para dar visibilidade e alertar a população sobre o câncer de cabeça e pescoço – conjunto de tumores que se manifestam na face, boca, laringe, faringe, glândulas parótidas, glândulas salivares, tireoide e ossos da cabeça e pescoço.

A mobilização “Julho Verde” tem o objetivo de reforçar a importância do diagnóstico precoce desses cânceres, que historicamente estão ligados ao consumo do tabaco e álcool, má condição de higiene oral, infecção pelo HPV e exposição ao sol. A ação é uma continuidade do projeto pensado pelo hospital que visibiliza um tipo de câncer por mês, no último mês o foco foi o câncer de pulmão.

O diagnóstico precoce e o rápido início do tratamento são fundamentais para a cura do câncer de cabeça e pescoço, porém, o diagnóstico tardio é uma realidade (60% dos casos), deixando sequelas psicológicas e funcionais no paciente, como a perda da voz, no caso do câncer de laringe, onde é necessário realizar a laringectomia total (retirada total da laringe), por exemplo.

Nesta segunda-feira (1º), o HCP faz o lançamento oficial da campanha através de evento que reúne mais de cinquenta membros do hospital, entre eles, oncologistas, fonoaudiólogos e fisioterapeutas que debatem a história do câncer e tratam das novas tecnologias da instituição, responsável por 75% das cirurgias de cabeça e pescoço realizadas em Pernambuco. A apresentação da campanha foi feita pelo médico cirurgião de cabeça e pescoço, Leonardo Arcoverde.

“É importante ter atenção aos sintomas e procurar, o mais rápido possível, um acompanhamento médico. Esses sintomas variam de acordo com o tipo e localização do tumor e podem apresentar-se com alteração persistente na voz, dores de garganta frequentes, nódulos no pescoço, manchas no rosto e na garganta, feridas ou sangramentos que demoram a cicatrizar, alterações no peso, entre outros”, alerta o profissional.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here