Presidente da ONG Abolição Militar de Patos reclama de promessa não cumprida pelo Governador João Azevêdo de receber entidades para discutir a segurança pública na Paraíba

71

Em vídeo postado no YouTube nesta sexta-feira (24), o cabo Silvano da Polícia Militar de Patos e presidente da ONG Abolição Militar, reclama que o Governador João Azevêdo ainda não cumpriu a promessa de receber as entidades ligadas à categoria para discutir o problema da segurança pública na Paraíba.

De acordo com Silvano, o compromisso foi fechado com o Governador no dia 24 de abril, há exatamente um mês, através do chefe de gabinete do Estado e até agora o encontro não aconteceu.

No vídeo, o policial que presta serviço à corporação há 25 anos, cita alguns problemas que seriam discutidos com o chefe do executivo estadual paraibano. Entre eles está a carência de 10 mil homens a menos no efetivo da PMPB, culminando com a falta de policiais em companhias. Segundo o cabo Silvano, existem casos em que dois policiais necessitam fazer a guarnição de duas cidades diferentes por falta de efetivo suficiente.

Outra questão levantada por Silvano é a situação salarial dos pensionistas e reformados da Polícia Militar da Paraíba e do Corpo de Bombeiros Militar. Ainda de acordo com ele, a PMPB tem o pior salário do Brasil.

“Nós queremos debater segurança pública com respeito, mostrando os problemas e apresentando as soluções”, diz Silvano no vídeo. Assista ao vídeo completo clicando AQUI

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here