Fazendeiro que matou eletricista da Celpe é preso no Maranhão

96
Na foto, o jovem José Reginaldo de Santana Júnior, 31 anos, morto pelo fazendeiro.

Blog do Marcello Patriota

O homem que assassinou o eletricista da Companhia Energética de Pernambuco (Celpe), José Reginaldo de Santana Júnior, 31 anos, em setembro de 2020, foi preso na manhã da quarta-feira (14), no estado do Maranhão. O funcionário foi morto enquanto realizava o serviço da suspensão do fornecimento de energia por inadimplência em um haras de Limoeiro, no Agreste de Pernambuco.

A Polícia Civil de Pernambuco confirmou a prisão do fazendeiro, proprietário do Haras Vovô Zito, Sebastião Ayres de Assis Neto, conhecido como Neto Santos, que estava foragido.

Fazendeiro Sebastião Ayres.

Relembre o caso

O assassinato ocorreu por volta das 16h, depois que dois funcionários da companhia chegaram para fazer o desligamento autorizado pela Celpe por falta de pagamento. Segundo informações da polícia, o proprietário do local ficou insatisfeito com o corte e disparou sua arma contra um dos funcionários, que morreu no local – a dívida já estava em R$ 28 mil. O fazendeiro obrigou o outro funcionário, de 39 anos, a religar a energia. Em seguida, forçou o trabalhador a entrar na mala do carro da Celpe.

Em parceria com o Disque Denúncia Agreste, a Companhia Energética de Pernambuco (Celpe) chegou a oferecer uma recompensa de até R$ 20 mil para quem passasse informações que levassem à localização do assassino. O fazendeiro é reincidente em práticas criminosas e responde por outros delitos e, inclusive, já foi condenado com sentença transitada em julgado por receptação e posse ilegal de arma, crimes previstos no Código Penal Brasileiro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here