Em cirurgia in√©dita no Brasil, paraibano de Monteiro tem mão esquerda implantada no braço direito

Por João Paulo Pereira em 16/07/2022 às 07:56:01
Damião antes da cirurgia feita no Recife - Foto: Reprodução/TV Globo

Damião antes da cirurgia feita no Recife - Foto: Reprodução/TV Globo

O agricultor Damião de Oliveira Bezerra, de 47 anos, passou por uma cirurgia, na quarta-feira, 13, que deve mudar sua vida e torn√°-lo o primeiro homem a passar pelo procedimento no Brasil. É que ele teve a mão esquerda implantada no braço direito, através de uma cirurgia inédita no país, realizada em Recife, e ainda rara no mundo, com apenas sete casos.

O homem é natural de Monteiro, no Cariri paraibano e, após um acidente aos 17 anos, enquanto triturava ração para o gado da fazenda onde trabalhava, teve sua mão direita esmagada e teve que ser decepada.

Apesar de toda dificuldade, j√° que era destro, o homem conseguiu reaprender a fazer tudo com a mão esquerda.

Porém, um acidente no ano passado o fez perder os movimentos do braço e da mão que utilizava para suas atividades di√°rias, além disso, teve a orelha arrancada e quebrou o osso do ombro. Damião ficou 28 dias internado em um hospital de Campina Grande, fez a cirurgia da orelha e do ombro, mas não conseguiu recuperar os movimentos.

Foi quando uma médica disse que a solução para o problema seria possível através de um cirurgião do Recife, especialista em mãos, e que o procedimento consistia em tirar a mão esquerda e implantar no outro braço.

A cirurgia foi comanda pelos médicos Ruy Ferreira e Mauri Cortez e só foi possível porque a mão esquerda do paciente tem músculos ainda vivos.

A mão não meche porque os nervos do braço, que levam a informação do movimento, estão lesionados, mas o braço direito possui a estrutura e nervos preservados.

O procedimento foi todo planejado e a mão esquerda foi retirada e transplantada para o braço direito. O polegar ficou do lado contr√°rio. Para dar sustentação à mão, foi usada fios de aço cirúrgico e uma serie de conexões realizadas.

Os médicos ligaram as veias e artérias para transportar o sangue para os nervos que vão conectar tendões e ossos. O uso de uma prótese, além de chegar a custar cerca de 100 mil reais, não era o indicado para o caso.

De acordo com os médicos, em tr√™s semanas Damião poder√° fazer movimentos de fechar e abrir a mão e, após cicatrização dos tendões os movimentos serão mais firmes e os nervos irão se recuperando.

O procedimento durou 14h e, segundo os médicos, o estado de saúde de Damião é est√°vel. A equipe est√° acompanhando o caso de perto e, os próximos sete dias são cruciais para o resultado final do procedimento.

Fonte: Para√≠ba Online, com informações da TV Para√≠ba

Comunicar erro

Coment√°rios