Covid-19: Pernambuco prev√™ imunizar, inicialmente, mais de 2,8 milhões em quatro fases

Por Portal Folha de Pernambuco Foi realizada, nesta quinta-feira (7), a primeira reunião do comit√™ t√©cnico que acompanhar√° as ações relacionadas à campanha de vacinação

Por João Paulo Pereira em 08/01/2021 às 07:48:36
Por Portal Folha de PernambucoFoi realizada, nesta quinta-feira (7), a primeira reunião do comit√™ t√©cnico que acompanhar√° as ações relacionadas à campanha de vacinação contra a Covid-19 em Pernambuco. No encontro, comandado pelo secret√°rio estadual de Sa√ļde, Andr√© Longo, foi apresentada uma versão preliminar do plano operacional, que prev√™ imunizar, em um primeiro momento, mais de 2,8 milhões de pessoas - o Estado tem mais de 9 milhões de habitantes. A prioridade ser√° para profissionais de sa√ļde e pacientes do grupo de maior risco para desenvolver quadros graves da doença, al√©m de trabalhadores de √°reas de impacto p√ļblico, como profissionais da educação e da força de segurança. Essa vacinação ocorrer√° em quatro grupos distintos. O primeiro grupo contemplar√° os trabalhadores da sa√ļde que atuam na vigil√Ęncia em sa√ļde, os √≠ndios aldeados nas 11 etnias do Estado, os idosos acima de 75 anos e pessoas acima de 60 anos que residem em lares de longa perman√™ncia. A segunda fase abranger√° os idosos acima de 60 anos, enquanto a terceira fase ser√° destinada aos indiv√≠duos que possuem comorbidades que oferecem risco de agravamento em caso de infecção pelo novo coronav√≠rus. Essas comorbidades serão detalhadas posteriormente e ser√° necess√°rio apresentar laudo. O quarto grupo contar√° com profissionais da educação, da força de segurança, dos transportes coletivos e do porto de Suape, al√©m dos quilombolas. Cada grupo ter√° uma estrat√©gia de vacinação, em centros de vacinação ou, no caso dos idosos, a domic√≠lio ou com sistema de drive-thru, segundo explicou a superintendente de Imunizações da SES-PE, Ana Catarina de Melo. No caso dos profissionais de sa√ļde, por exemplo, a indicação √© de que a vacina seja aplicada nas respectivas unidades de atuação. Outra opção √© criar centros de vacinação para a Covid-19 nos munic√≠pios, centralizando as ações e mantendo as atividades de rotina nas demais unidades.
O registro da vacinação ser√° nominal e os t√©cnicos deverão informar a data da volta para a segunda dose, quando a proteção estar√° completa. Como existe a possibilidade de uso de imunizante de mais de um fabricante no Pa√≠s, √© indispens√°vel registrar qual foi o tipo utilizado em cada indiv√≠duo.
"O registro ser√° no Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunização (PNI). Nos casos de unidades sem conectividade, √© preciso fazer à mão e, de prefer√™ncia no mesmo dia, repassar para o sistema. Esse trabalho deve ser di√°rio para que possamos acompanhar com mais segurança o andamento da campanha", disse Ana Catarina de Melo. "O apoio dos munic√≠pios √© fundamental para que a gente tenha a execução e uma cobertura vacinal adequada", complementou o secret√°rio Andr√© Longo. "Nosso PNI Estadual tem uma expertise j√° muito grande com a disponibilização e operacionalização de vacinação todos os anos. Junto com os munic√≠pios, Pernambuco tem sido destaque nacional, batendo metas antes de outros estados em v√°rias campanhas de vacinação. Então, temos focado em estar preparados do ponto de vista da infraestrutura para, tão logo haja disponibilidade de vacina, a gente poder fazer o que cabe aos estados", ratificou Longo. A secret√°ria de Sa√ļde do Recife, Luciana Albuquerque, destacou a import√Ęncia do comit√™ para o compartilhamento e alinhamento das informações, pela din√Ęmica de atualização que vem ocorrendo no decorrer da pandemia. "Os munic√≠pios t√™m um grande desafio tamb√©m pela frente, que √© organizar suas salas de vacinas para que esteja tudo dentro dos conformes, organizar sua rede de frio, organizar equipes itinerantes. Mas acho que quando a gente est√° junto e compartilhando como estamos nesse comit√™, tem tudo para dar certo", afirmou Luciana. Agora, o comit√™ ir√° analisar a versão preliminar para que sejam realizadas discussões em busca de aprimoramento. A intenção √© de que o plano seja finalizado at√© a pr√≥xima semana.Comit√™O comit√™ √© presidido por Andr√© Longo e coordenado pela Secretaria Executiva de Vigil√Ęncia em Sa√ļde da SES-PE. Conta ainda com representantes das secretarias estaduais de Educação, Defesa Social e Sa√ļde; do Distrito Sanit√°rio Especial Ind√≠gena (Dsei), Conselho de Secret√°rios Municipais de Sa√ļde de Pernambuco (Cosems-PE), Conselho Estadual de Sa√ļde de Pernambuco, Instituto Aggeu Magalhães (Fiocruz-PE), Sociedade Brasileira de Imunizações em Pernambuco (SBIm), Sociedade Pernambucana de Infectologia, Comit√™ Assessor Permanente de Imunizações (CAPI/PE), Hospital Universit√°rio Oswaldo Cruz (Huoc), Secretaria de Sa√ļde do Recife e da Superintend√™ncia do Minist√©rio da Sa√ļde em Pernambuco. Cada representante do comit√™ conta com um suplente, que o substituir√° em caso de aus√™ncias ou impedimentos. As reuniões ordin√°rias serão realizadas quinzenalmente. Sendo necess√°rio, ainda poderão ser convocadas reuniões extraordin√°rias.
Comunicar erro

Coment√°rios