V√≠tima de assalto, universit√°rio de Itapetim √© assassinado na frente da irmã em Recife; suspeitos do crime são presos

Por João Paulo Pereira em 11/11/2021 às 19:24:23
Pedro Henrique tinha 24 anos ?- Foto: Produção/Acervo de Família

Pedro Henrique tinha 24 anos ?- Foto: Produção/Acervo de Família

O universit√°rio Pedro Henrique Gonçalves da Silva, de 24 anos, natural de Itapetim, foi assassinado com um tiro após ser v√≠tma de assalto, na tarde desta quinta (11), na Madalena, na Zona Oeste do Recife. O crime aconteceu na frente da irmã dele, de 20 anos, que também estuda em uma faculdade particular. O jovem é filho do cabeleireiro Sansão, muito conhecido em Itapetim.

Ele levou um disparo de arma de fogo no pescoço. A irmã dele, que presenciou o homic√≠dio, preferiu não ser identificada.

De acordo com informações do G1, o assalto ocorreu por voltas das 13h30, na Rua Antônio Lucena, perto da Avenida Caxang√°. Quando as equipes das pol√≠cias Militar e Civil chegaram ao local, o corpo de Pedro Henrique estava na rua, protegido por uma sombrinha.

A irmã da v√≠tima contou a uma equipe da TV Globo que eles sa√≠ram de casa para ir ao mercado. Quando dobraram a esquina, dois bandidos apareceram em uma moto.

Ela disse, ainda, que um ladrão pediu os celulares. A estudante entregou o aparelho, mas Pedro Henrique não entregou o telefone e tentou puxar a arma do assaltante.

Pedro e a irmã estavam h√° dois anos no Recife estudando educação f√≠sica.

Segundo informações de familiares da v√≠tima, o corpo de Pedro Henrique vai ser liberado nesta sexta-feira (12) e ser√° trazido para Itapetim onde vai ser sepultado. O hor√°rio do enterro ainda não foi definido.. A fam√≠lia est√° arrasada com a morte do rapaz.

Suspeitos do crime são presos

Pouco depois do assassinato de um universit√°rio que reagiu a um assalto, na Madalena, na Zona Oeste do Recife, nesta quinta (11), dois suspeitos foram presos. A irmã da v√≠tima, que presenciou o crime, afirmou que ele levou um tiro. "Era a √ļnica pessoa que eu tinha aqui", disse.

Segundo a Pol√≠cia Militar, as prisões ocorreram em San Martin, na mesma região do Recife. As equipes também apreenderam uma arma de fogo e a moto usada no crime. Os PMs encontraram o celular roubado.

A pol√≠cia chegou aos suspeitos a partir do n√ļmero da placa da moto. Foi poss√≠vel observar a numeração do ve√≠culo poro meio das câmeras de segurança da via.

Além dos dois suspeitos, foram levadas para averiguações mais duas pessoas. Elas são suspeitas de envolvimento no crime. A irmã de Pedro Henrique foi convocada para prestar depoimento.

A operação foi realizada por equipes do 13¬ļ Batalhão da PM. Os dois suspeitos foram levados para o Departamento de Homic√≠dios e Proteção à Pessoa (DHPP), na mesma região da cidade.

"Só quem est√° sabendo o que aconteceu é meu pai, l√° no interior. Não conheço mais gente aqui, só um amigo que vai me ajudar agora. Meu irmão queria ir visitar os meus pais, agora, após a formatura", disse a irmã de Pedro.

A jovem relatou que tudo aconteceu muito r√°pido. "A gente estava na calçada, perto da esquina. A moto veio em sil√™ncio e a gente não viu", contou.

A testemunha relatou também que o bandido que pilotava a moto estava de capacete, mas o outro estava sem proteção.

"Quando eu olhei, um j√° estava com a arma na mão. Eles pediram os celulares v√°rias vezes. Eu entreguei, mas meu irmão não quis dar o telefone e ainda tentou pegar a arma", afirmou.

No local do crime, os vizinhos dos irmãos ficaram assustados com a morte de Pedro Henrique. Uma mulher que acompanhou tudo contou que só conseguiu consolar a irmã dele. "Foi um desespero muito grande", declarou.

Equipes das pol√≠cias Militar e Civil foram acionadas para um caso de assassinato ocorrido em um assalto, na Zona Oeste do Recife — Foto: Meiry Lanunce/TV Globo





Fonte: Por Repórter do Sertão, com informações do G1

Comunicar erro

Coment√°rios