Limoeiro notifica casos suspeitos de varíola dos macacos em penitenciária

Pacientes não t√™m histórico de viagens para pa√≠ses end√™micos.

Por João Paulo Pereira em 04/08/2022 às 10:22:33
Penitenciária Doutor Ênio Pessoa Guerra, em Limoeiro - Foto: Reprodução/TV Globo

Penitenciária Doutor Ênio Pessoa Guerra, em Limoeiro - Foto: Reprodução/TV Globo

A Secretaria Municipal de Saúde de Limoeiro, no Agreste de Pernambuco, notificou quatro casos suspeitos de varíola dos macacos entre detentos da Penitenci√°ria Doutor √änio Pessoa Guerra.

Em comunicado divulgado nesta quinta-feira (4), a pasta informou que os pacientes são homens e não t√™m histórico de viagens para países end√™micos.

A secretaria adotou as provid√™ncias necess√°rias e iniciou as investigações epidemiológicas, além de notificar os casos junto ao Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde de Pernambuco (Cievs-PE).

"Os pacientes j√° receberam atendimento médico, realizaram coleta de material conforme os protocolos vigentes e foram orientados quanto à necessidade de manter isolamento", informou a secretaria, lembrando que a transmissão do vírus ocorre por contatos físicos (inclusive sexuais) próximos com lesões, fluidos corporais, gotículas respiratórias e materiais contaminados.

A reportagem entrou em contato com a Secretaria Executiva de Ressocialização (Seres) e aguarda retorno. A pasta é respons√°vel pela administração do sistema penitenci√°rio do Estado.

A Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco (SES-PE) informou que um novo balanço sobre os casos de varíola dos macacos no Estado deve ser divulgado ainda nesta quinta-feira (4).

Até então, segundo o balanço mais recente, da última quinta-feira (28), Pernambuco acumula 19 notificações de possíveis casos de infecção por monkeypox.

Sintomas
Os primeiros sintomas da varíola dos macacos podem ser febre, dor de cabeça, dores musculares e nas costas, linfonodos inchados, calafrios ou cansaço. De um a tr√™s dias após o início dos sintomas, as pessoas desenvolvem lesões de pele, geralmente na boca, pés, peito, rosto e ou regiões genitais.

Para a prevenção, deve-se evitar o contato próximo com a pessoa doente até que todas as feridas tenham cicatrizado, assim como com qualquer material que tenha sido usado pelo infectado. Também é importante a higienização das mãos, lavando-as com √°gua e sabão ou utilizando √°lcool gel.


Comunicar erro

Coment√°rios