Conheça os alimentos que ajudam a reduzir os sintomas da ansiedade

A combina√ß√£o de certas de vitaminas, minerais e gorduras boas pode ajudar as fun√ß√Ķes cerebrais, proporcionar mais energia e controlar as emo√ß√Ķes.

Por João Paulo Pereira em 24/10/2021 às 07:52:22
Castanhas são ricas em triptofano, responsável pela produção de serotonina(hormônio do bem-estar) - Foto: Ed Machado/ Arquivo Folha

Castanhas são ricas em triptofano, responsável pela produção de serotonina(hormônio do bem-estar) - Foto: Ed Machado/ Arquivo Folha

Devido ao isolamento social pand√™mico, os casos de ansiedade aumentaram significativamente. O Brasil é o país que lidera o ranking dos ansiosos. Segundo dados de 2020 da Organiza√ß√£o Mundial da Saúde (OMS),

9,3% dos brasileiros têm algum transtorno de ansiedade, e a depressão afeta 5,8% da população.

Ainda de acordo com a entidade, a depress√£o é a doen√ßa que mais contribui com a incapacidade no mundo.Ela é também a principal causa de mortes por suicídio, com cerca de 800 mil casos por ano.

As principais causas est√£o associadas a quest√Ķes pessoais, sociais e econômicas. Ambas as situa√ß√Ķes pedem tratamento especializado, e mesmo multidisciplinar, em que a alimenta√ß√£o pode atuar como um auxiliar para a retomada da normalidade.

Hormônios fora do eixo

De acordo com o psicólogo José Roberto da Silva, entre os principais sintomas de ansiedade est√£o a dificuldade de concentra√ß√£o, frequ√™ncia cardíaca elevada, respira√ß√£o ofegante e sensa√ß√£o de cansa√ßo.

É preciso ficar atento a esses sinais, que podem atrapalhar de forma altamente negativa a nossa vida. O especialista ainda fala que tanto em quadros de ansiedade como em depress√£o ocorre desequilibro hormonal. "Este desequilíbro diminui alguns hormônios respons√°veis pelo bem-estar, felicidade e prazer, como a dopamina e serotonina", comenta.

Alimenta√ß√£o é amiga

"Acrescentar alguns alimentos à dieta pode ajudar no controle do transtorno, principalmente quando damos prefer√™ncia àqueles ricos em probióticos, triptofano, magnésio, ômega-3, e vitamina C. Esses nutrientes ajudam a regular a flora intestinal e aumentam a produ√ß√£o de serotonina, hormônio conhecido por ser o respons√°vel pela nossa felicidade", comenta a nutricionista Bettina Del Pino.

E se h√° subst√Ęncias que agem como gatilhos do bem-estar, ter uma alimenta√ß√£o saud√°vel pode mesmo reduzir os sintomas de transtornos, contribuindo para a melhora da saúde mental, j√° que a combina√ß√£o de certas de vitaminas, minerais e gorduras boas pode ajudar as fun√ß√Ķes cerebrais, proporcionar mais energia e controlar as emo√ß√Ķes.

Vale ressaltar que a alimenta√ß√£o n√£o cura ansiedade ou depress√£o, mas podem contribuir na diminui√ß√£o dos sintomas, é aconselh√°vel acompanhamento psicológico.

O que evitar?

A nutricionista clínica e esportiva, Liliane Oliveira, conta que, da mesma forma que existem ingredientes que corroboram para uma boa saúde mental e emocional, h√° outros que devem ser evitados por agravarem as crises. É o caso daqueles que s√£o ricos em a√ßúcares e sódio, lanches fast food, bebidas alcoólicas, gorduras trans e até café.

"O café contém cafeína, que provoca o aumento do cortisol (homônimo liberado no estresse), que em altas quantidades aumenta os sintomas de ansiedade. Bebidas alcóolicas podem desequilibrar a serotonina e outros neurotransmissores associados ao prazer e relaxamento"", detalha a profissional.

Amigos da saúde mental

O ômega 3 é uma gordura que ajuda no funcionamento do cérebro e reduz ansiedade. Fontes: atum, salm√£o, sardinha, linha√ßa, chia, castanhas, etc

O magnésio é mineral que ajuda em casos de ansiedade e estresse. Fontes: sementes de abóbora, linha√ßa, chia, banana, aveia. etc

O triptofano ajuda a produzir serotonina. Fontes: queijo, banana, ovo, chocolate, castanhas, peixes, cacau, frango, etc

A vitamina C é um poderoso antioxidante. Fontes: acerola, laranja, goiaba, lim√£o, brócolis, etc

Fonte: Por Vitória Queiroz - Portal Folha de Pernambuco

Comunicar erro

Coment√°rios