Você conhece todas as propriedades da aroeira? Veja como e quando utilizar esta planta medicinal

Folhas e cascas da planta podem ser utilizadas, por infusão ou cozimento

Por João Paulo Pereira em 22/08/2022 às 07:26:32

"O uso da aroeira em gestantes, lactantes e crianças não é recomendado. E pessoas com pele sensível também devem evitar", ressaltou a nutricionista. No caso da pele, o excesso pode provocar reações al

Plantas sempre foram usadas na medicina popular. Por meio de ch√°s ou extratos, elas são uma alternativa para tratar as mais variadas doenças. Uma delas, bastante popular, é a aroeira. Mas, apesar de ser natural, é preciso saber quando e como us√°-la para aproveitar melhor os benefícios.

Também conhecida como aroeira-vermelha, todas as partes desta planta, que tem propriedades anti-inflamatórias, antimicrobianas e cicatrizantes, podem ser utilizadas, mas com cuidado.

As partes mais utilizadas da aroeira são as folhas e as cascas, mas ainda h√° as flores, as sementes e os frutos. De acordo com o médico fitoterapeuta Celerino Carriconde, a casca deve ser preparada para uso externo, enquanto a planta pode ser usada para ingestão.

"A entrecasca é cicatrizante e an¬≠ti-in¬≠flamatória, mas não pode ser inge¬≠rida, porque pode afetar o organis¬≠mo. J√° a folha de aroeira, que tam¬≠bém é anti-inflamatória, ajuda com problemas g√°stricos", afirmou Celerino.

Uma das formas mais comuns de utilizar a aroeira é o ch√°. Seu preparo varia de acordo com a intenção do seu uso, conforme explica a nutricionista Luanda Viana.

"A gente pode prepar√°-lo por infusão ou por cozimento", diz.

Ainda segundo a profissional, o ch√° costuma ser receitado para o tratamento de tosse e febre. J√° o cozimento da casca é recomendado para tratamento de úlceras ou feridas de pele.

Para uso externo, também é possível fazer compressas ou banhos de assento. "O banho de assento com aroeira é bastante recomendado para o tratamento de infecção urin√°ria, como cistite em mulheres", pontuou Luanda.

Moderação no consumo

Apesar de ser natural, nada em excesso faz bem. Ainda não existem estudos com recomendações de quantidade di√°ria, por exemplo, mas existe o alerta para que haja moderação, j√° que a ingestão de forma desenfreada pode ter efeito laxante, provocando diarreias.

"O uso da aroeira em gestantes, lactantes e crianças não é recomendado. E pessoas com pele sensível também devem evitar", ressaltou a nutricionista. No caso da pele, o excesso pode provocar reações alérgicas, dermatites e urtic√°rias.

"O uso da planta deve ser feito com cuidado e acompanhamento médico, nutricional ou fitoter√°pico. No caso de reações alérgicas, um dermatologista também deve ser procurado", finalizou Luanda.


Fonte: Por Marjourie Corrêa - Folha de Pernambuco

Comunicar erro

Coment√°rios