Saiba quem são as duas primeiras pessoas vacinadas contra a Covid-19 no Brasil após aprovação da Anvisa

Por G1 SPO governo de S√£o Paulo aplicou a primeira dose da CoronaVac na tarde deste domingo (17), ap√≥s aAg√™ncia Nacional de Vigil√Ęncia Sanit√°ria (Anvisa) aprovar o uso...

Por João Paulo Pereira em 17/01/2021 às 16:02:45

Por G1 SP

O governo de S√£o Paulo aplicou a primeira dose da CoronaVac na tarde deste domingo (17), após aAg√™ncia Nacional de Vigil√Ęncia Sanit√°ria (Anvisa) aprovar o uso emergencial da vacinacontra a Covid-19.

A enfermeira Mônica Calazans, de 54 anos, moradora de Itaquera, na Zona Leste da capital paulista, foi a primeira pessoa, fora dos estudos cl√≠nicos, a receber a vacina.

Mulher, negra, Mônica faz parte do grupo de risco para a doen√ßa, e atua na linha de frente contra Covid-19 no Instituto de Infectologia Em√≠lio Ribas. Ela foi volunt√°ria daterceira fase dos testes cl√≠nicos da CoronaVacrealizados no pa√≠s e tinha recebido placebo.

pós ser imunizada, ela recebeu do governador Jo√£o Doria (PSDB) um selo simbólico com os dizeres "Estou vacinado pelo Butantan" e uma pulseira com a frase "Eu me vacinei".

A aplicação foi feita no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP) e foi acompanhada pelo governador João Doria (PSDB).

A enfermeira Jéssica Pires de Camargo, de 30 anos, funcion√°ria do Controle de Doen√ßas e Mestre de Sa√ļde Coletiva pela Santa Casa de S√£o Paulo, foi respons√°vel por aplicar a dose.

O segundo a ser vacinado foi o enfermeiro Wilson Paes de P√°dua, de 57 anos, do hospital Vila Penteado, na Zona Norte. "Estou muito feliz, acho que nós temos que lutar pela vacina, lutar pela ci√™ncia, para melhorar a sa√ļde e sair dessa pandemia. Me sinto muito orgulhoso e feliz desse momento".

[caption id="attachment_40896" align="alignnone" width="984"] Enfermeiro Wilson paes de P√°dua, do hospital Vila Penteado, é segunda pessoa a ser vacinada no Brasil ?- Foto: Rodrigo Rodrigues/G1[/caption]

Ele contou que perdeu colegas e foi infectado pela Covid-19 em junho, enquanto atuava na linha de frente da pandemia. "Pensei que ia morrer, tinha momentos que rezei para Deus pensando que estava partindo".

Comunicar erro

Coment√°rios