Corpo de médico é encontrado esquartejado em cacimba de condomínio na Região Metropolitana do Recife

0
237
Casa no condomínio de Aldeia onde o corpo foi encontrado Foto: Cortesia/Whatsapp

Do Portal FolhaPE

corpo de um médico cardiologista foi encontrado esquartejado e carbonizado dentro de uma cacimba na casa onde morava, no condomínio Torquato de Castro, na Estrada de Aldeia, em Camaragibe, Região Metropolitana do Recife, na tarde desta quarta-feira (4). A esposa e os dois filhos do casal – de 20 e 23 anos – sãosuspeitos do crime e foram levados para prestar depoimento na Delegacia de Camaragibe no início da noite desta quarta. A delegada Carmem Lúcia ficará encarregada do caso.

Há indícios de que a morte tenha ocorrido aproximadamente vinte dias atrás. A ossada do médico – que ainda não teve o nome revelado pela Polícia, mas teria aproximadamente 60 anos – foi levada para o Instituto Médico Legal (IML), na área central do Recife, para coleta de material e envio para análise de DNA. Peritos criminais vão voltar ao local do crime na noite desta quarta para colher material genético e usar o luminol, um composto orgânico usado para achar vestígios de sangue em cenas de crime. Eles passaram a tarde dentro da casa realizando as investigações.

Durante toda a tarde desta quarta, equipes da Polícia Militar isolaram o local para que polícia científica, bombeiros e Instituto de Medicina Legal (IML) pudessem atuar nas investigações. O 20º Batalhão da Polícia Militar confirma que enviou equipe ao local por volta das 14h para atender à ocorrência.

De acordo com moradores, o médico costumava passear com o cachorro diariamente, mas estava desaparecido havia 20 dias. Uma semana antes da localização do corpo, o cão foi encontrado morto.

Relato de vizinhos

Os moradores ainda contam que a esposa da vítima afirmou que o homem tinha viajado, porém a família dele desconfiou do desaparecimento e acionou a polícia. Ainda segundo moradores, as imagens das câmeras de segurança do condomínio foram solicitadas e não tinham registrado a saída do médico nem dos carros dele. Além disso, ao chegar à casa nesta quarta, a polícia teria encontrado documentos, roupas e mala do médico, mais evidências de que ele não teria viajado.

Ainda segundo os moradores, dois funcionários da casa prestaram depoimento à Polícia. Um deles contou que a esposa da vítima o chamou dias atrás para fechar, com cimento, uma cacimba que já estaria fechada com uma tampa bastante pesada para ser carregada por uma pessoa só. O funcionário teria notado mau cheiro, e a mulher alegou que um gato tinha morrido dentro da cacimba. O segundo funcionário contou à polícia que o médico, pouco antes de desaparecer, tinha explicado a ele que não precisaria mais de seus serviços porque estaria se separando e iria morar no Recife.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here