Sobrevivente do incêndio no CT do Flamengo deixa o hospital no Rio

0
16
Cauan posa ao lado dos jogadores do Fla antes de deixar hospital — Foto: Reprodução/Flamengo

Do G1

O Hospital Vitória, na Barra Tijuca, Zona Oeste do Rio, informou que o atleta Cauan Emanuel deixou a unidade por volta das 17h30 desta segunda-feira (11).

Ele recebeu alta no início da tarde após ter ficado ferido no incêndio do alojamento dos atletas da divisão de base do clube, no Ninho do Urubu, na Zona Oeste do Rio na madrugada da última sexta-feira (8).

Cauan e Francisco Dyogo, que ainda está internado, receberam a visita de vários jogadores do time principal do Flamengo.

Estiveram no hospital os atletas: William Arão, Jajá, Everton Ribeiro, Diego, Juan, Dener, Rodinei, Rodolfo, o goleiro Diego Alves, Nixon e César, entre outros.

Ele está internado no Hospital Vitória, na Barra da Tijuca, também na Zona Oeste. O colega de Cauan, Francisco Dyogo, apresenta melhora, mas continua com demandas ventilatórias de oxigênio e precisa de suporte com cateter nasal. Ele segue no Centro de Tratamento Intensivo da unidade.

O Flamengo destacou que a equipe médica do clube segue acompanhando a evolução dos quadros dos atletas.

Na porta do hospital, familiares falaram sobre o bom progresso dos atletas. Thomas Rafael, irmão de Cauan Emanuel, contou que ele retoma, aos poucos, o comportamento brincalhão. Mas continua triste em alguns momentos pelos amigos que não se salvaram. “Quando chegamos ao hospital, ele disse que tinha vontade de sair logo”, explicou.

Francisco José, pai de Francisco Dyogo, afirmou que o filho deve passar um tempo no Ceará antes de retomar a carreira de jogador de futebol. “Ele está bem, reagindo bem, estável. Deve sair hoje do CTI e ir para o quarto”, destacou.

Também nessa segunda, o boletim divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde informou que o atleta Jhonatha Ventura apresentou melhora nas últimas horas. Ele havia sido internado no Centro de Tratamento de Queimados do Hospital Municipal Pedro II em estado grave, com queimaduras em um terço do corpo e lesões nos pulmões. Segundo o diretor Carlos Alberto Júnior, o jovem teve melhoras nos parâmetros respiratórios e nos ferimentos internos.

“A sedação foi suspensa, e ele não apresentou febre nas últimas 24 horas”, disse em nota.

Também foi feito banho das queimaduras profundas, que não mostrou piora das lesões, e novos curativos tópicos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here